HN0015_bororo
press to zoom
ritual de nominação (batismo) tradicional, preparação para receber o nome em bororo HN001_bororo
press to zoom
ritual de canto e dança HN0011_bororo
press to zoom
pais aguardando o momento do batizado HN0004_bororo
press to zoom
lider religioso durante o ritual de nomeação HN0003_bororo
press to zoom
pintura facial HN0019_bororo
press to zoom
no projeto Meri Ore Eda, mulheres ensinam as mais novas como trançar a palha de buriti
press to zoom
menino paramentado HN002_bororo
press to zoom
mãe e filha na rede HN6376_bororo
press to zoom
ritual de furação labial HN022_Bororo
press to zoom
1/1
HN9980_kaxinawa_edited.jpg

O povo Boe vive no cerrado. Os horizontes abertos e a luz intensa são parte da vida. Se refletem em tudo. São grandes cantores. Homens e mulheres formam um coro de vozes graves e agudas dentro do Bai Mana Guegewu, a casa dos homens. O Maracá está sempre presente. Na mão do cantor, dando o pulso do canto, abrindo a comunicação com o mundo dos espíritos. A cerimônia mais importante para os Boe é o funeral. A passagem de um parente para o mundo dos mortos é cercada de cuidados especiais. Reunindo toda a aldeia em cerimônias que deram meses. Esse também é o tempo de dar nome e apresentar os bebês ao povo da aldeia e ao mundo dos espíritos , de preparar a passagem dos meninos para a idade adulta, com a furação de orelha, lábios e nariz.